terça-feira, 27 de março de 2007

Conexão Aberta - Internet como política pública!

Fome-Zero, Bilhete Único, Amigos da Escola, Bolsa Família, Bolsa Escola, Ação Global...

Programas que se alimentam de falhas dos governos e/ou governantes. Falhas que deveriam ser superadas ao longo dos anos... Ou não.

Todos os programas são, ao menos, questionáveis, por milhares de vertentes e óticas as quais, certamente, não chegarão a um acordo jamais.

Porém, não sei quantos anos teríamos que voltar historicamente, para sabermos se, antes, não havia programas como: "Saneamento para todos" ou "Luz já!" Ou até mesmo "Asfalto agora".

Por que tudo isso está incorporado à maioria dos governos como a chamada Política pública. Ou, um direito do cidadão, responsabilidade dos governos e ação natural para o desenvolvimento de uma pequena cidade.

Quando elegemos nossos governantes, já temos a certeza de que, não importa o partido, o rótulo, ou a loucura presente naquele eleito, sabemos que, ele querendo ou não, haverá uma parte do orçamento destinada a, pelo menos, manutenção do que já está lá. Se haverá aumento, diminuição de taxa, expansão, bom... Isso são outros 500. Mas o correto é dizer que:

Através de ações e projetos, públicos, privados ou governamentais, diversas dessas ações se tornam políticas públicas. Necessidade básica.


Hoje, num mundo digital, quase fundamental na vida de milhares, programas de inclusão digital se espalham aos montes e vem ajudado a conscientizar a população para o uso de serviços digitais, melhorado a forma como o governo se comporta diante a soluções burocráticas e colaborado para um mundo talvez mais informado, mas certamente mais colaborativo.


É chegada a hora desses assim chamados programas de inclusão digital moverem seus esforços não mais em forma a promoverem-se e sim tornarem a Internet uma necessidade básica, tão básica quanto água e luz, saúde, transporte etc. Afinal, é disso que se trata à internet, não?

Talvez, numa tarde tranqüila, possamos discutir sobre isso, mas é fato que, posso encontrar todas essas coisas ao digitar uma simples URL.

O Governo possui programas para compra de maquinário, tais como "
computador para todos" etc. Ou seja, ele está assumindo que, para sua população, ter um computador em casa já não é mais uma realidade distante.

Estaria o governo tentando aprisionar esses possíveis INTERNAUTAS como apenas espectadores distantes? Estaria o governo com medo da assim chamada "
Participação Pública"?


Acredito que não mais! Hoje começa uma nova jornada pela distribuição livre de conexão, de banda, de acesso mundial!

Acredito que estejamos no caminho certo, mas devemos ficar de olho...

2 Comments:

etvanitas said...

eu gosto muito do espaço de convivência que programas de inclusão digital proporcionam, mas a banda ser distribuída como água e luz seria muito melhor....

Carolena said...

Well written article.